sexta-feira, 13 de abril de 2012

NAMORO OU AMIZADE?

As divergências políticas foram deixadas de lado e o governador Eduardo Campos (PSB) visitou, em Brasília, nesta terça-feira (27), o senador Jarbas Vasconcelos (PMDB). Além disso, também esteve reunido com os senadores Armando Monteiro e Humberto Costa. O encontro serviu para pedir o apoio para aprovar o projeto que autoriza o governo de Pernambuco a receber um financiamento de US$ 500 milhões do Banco Mundial (Bird) para investimentos no Estado.

"Num ano desafiador como o que estamos enfrentando, com a Europa e os Estados Unidos em crise e com perda de receitas por estados e municípios, esta operação ganha importância estratégica para Pernambuco", disse Eduardo, durante as reuniões.

Tanto Jarbas quanto Armando declararam não apenas o apoio como também a intenção de ajudar na tramitação. "Não sou da Comissão de Assuntos Econômicos (CAE), mas vou acompanhar a tramitação. Farei o que estiver ao meu alcance para ajudar", disse Jarbas.

O governador pernambucano teve encontro também com o presidente do Senado, José Sarney (PMDB) para conseguir o compromisso de dar início à tramitação legislativa do projeto ainda hoje. "Chegando à minha mão, faço a leitura em plenário e encaminho à CAE", disse Sarney.

PROJETO – A atenção dada à tramitação do projeto no Senado se explica tanto pela urgência na entrada dos recursos quanto pelo calendário do Banco Mundial. Pelos entendimentos mantidos, em meses de negociação bilateral, o projeto precisa estar aprovado para que o contrato entre o Governo do Estado e a organização financeira internacional possa ser assinado no próximo dia 10 de abril, em Washington.

Os recursos que estão sendo negociados fazem parte de um montante global de 3,5 bilhões de dólares disponibilizados pelo Banco Mundial para os estados do Nordeste. A operação inaugura uma nova modalidade de concessão de crédito, denominada DPL, a qual atrela os recursos apenas à categoria "investimento", ficando os estados livres para utilizá-los nos projetos que considerarem estratégicos para o seu desenvolvimento.

Blog de Magno Martins

Namoro ou amizade? Rivânia Queiroz (interina)

Ainda não foi desta vez que os ainda rivais EduardoCampos (PSB) e Jarbas Vasconcelos assumiram, publicamente, uma reaproximação. Embora tenham evitado expor a paquera, desde o Carnaval de 2011, as duas lideranças pernambucanas ensaiam pegar na mão. A troca de afagos tem se tornado cada vez mais frequente.

Nesta semana Jarbas fez elogios à gestão do governador e até o colocou como grande liderança nacional e em condições de disputar uma eleição presidencial, em 2018. Ontem, no gabinete do peemedebista, em Brasília, tiveram uma agenda para discutir recursos para Pernambuco.

Eduardo pediu a Jarbas que o apoie no projeto que autoriza o Governo de Pernambuco a receber um financiamento de US$ 500 milhões do Banco Mundial (Bird) para investimentos no Estado. De pronto, o peemedebistao atendeu. "Não sou da Comissão de Assuntos Econômicos (CAE), mas vou acompanhar a tramitação. Farei o que estiver ao meu alcance para ajudar", prometeu Jarbas.

Blog de Divane Carvalho

Os jarbistas histéricos e os arraesistas xiitas devem ter ficado irritadíssimos com as recentes notícias que anunciam uma aproximação entre o governador Eduardo Campos (PSB) e o senador Jarbas Vasconcelos (PMDB), ferrenhos adversários até um dia desses. E logo mais, com certeza, vão surgir mil e uma explicações sobre esse novo relacionamento dos dois que está deixando muita gente irritada, indignada ou perplexa.

Só mesmo os militantes doentes e os áulicos dos dois lados poderiam imaginar que Eduardo e Jarbas seriam inimigos políticos para sempre e jamais poderiam caminhar lado a lado com o mesmo objetivo.

O governador e o senador começaram a se entender já faz algum tempo porque precisam se unir contra o PT , só isso. E é com esse objetivo comum que eles vão sim conversar, trocar elogios, favores, o escambau, tudo que for preciso para reforçar o projeto nacional de Eduardo e a ampliação do poder de Jarbas em Pernambuco.

E quem não gostar dessa arrumação, paciência, ou pula do barco enquanto é tempo ou vai sofrer muito quando Eduardo e Jarbas passarem da fase de 'namoro' e começarem a falar em 'casamento'.

Nenhum comentário:

Postar um comentário